A Qualidade do Café de Especialidade...

O café de especialidade distingue-se de outros cafés sobretudo pela forma como foi cuidadosamente cultivado, colhido e processado, com o objetivo de garantir uma qualidade e um sabor excecionais.

A Qualidade do Café Comercial...

O café comercial está associado a uma produção em larga escala, cuja principal finalidade é a de conseguir garantir quantidade e consistência. Não tem excecional qualidade, sendo frequentemente produzido a partir de uma mistura de grãos de café pertencentes a lotes considerados de inferior qualidade.

As Origens do Café de Especialidade...

O café de especialidade tem origem em regiões muito específicas,
conhecidas pelas suas favoráveis condições de cultivo, resultando em
perfis de sabores incomparáveis. Nessas regiões de eleição, poder-se-ão identificar quintas de origens ímpares ou pequenas cooperativas.

A Origem do Café Comercial...​

Este tipo de café é, na maior parte das vezes, proveniente de várias regiões e, tal como adiantado anteriormente, o objetivo visado com a sua produção é o da rentabilização em termos de quantidade e disponibilidade no mercado.​

Na torrefação do Café de Especialidade...

A torrefação de um café de especialidade é uma meticulosa celebração das nuances do grão.
Através de uma torrefação mais clara e precisa, preservamos as notas sensoriais distintas, revelando uma paleta de sabores rica e diversificada em cada chávena. É uma verdadeira viagem de sabor, onde cada grão conta a sua história.

Na torrefação do Café Comercial...

Tendencialmente, opta-se por uma torrefação mais escura e uniforme, que mascara variações e imperfeições, visando uma produção massiva e um sabor padrão.

O Sabor do Café de Especialidade...​

Complexo e aromatizado são dois dos adjetivos que poderão ser utilizados na caracterização do sabor deste café, o que não se poderá dissociar da especificidade da sua origem, do seu cultivo, dos métodos para a sua seleção e do seu processamento.

Assim, num café de especialidade, podemos encontrar uma enorme diversidade de sabores, tais como notas de frutas, flores, caramelos, chocolates negros, especiarias, açúcar mascavado, entre muitos outros sabores.

O sabor do Café Comercial...​

Naturalmente, o café comercial tende a apresentar um perfil mais genérico, sem a complexidade e os sabores distintos que se podem identificar no café de especialidade. O verdadeiro apreciador de café irá notar os sabores menos agradáveis, vindos dos defeitos primários, que se encontram presentes no café comercial. 

Exemplos de defeitos primários no
grão de café: grãos com fungos, mofados, danificados por insetos,
imaturos, ardidos, bolorentos, fermentados, entre outros.

O Café de Especialidade...

Em torno do café de especialidade, pode-se encontrar uma vasta equipa de pessoas qualificadas, entre as quais agricultores, torrefactores, baristas e pessoas que partilham a sua paixão pelo café e que, por esse motivo, procuram produzir a melhor experiência possível na degustação desta bebida.​